Crazy People – Muito Loucos

Crazy People – Muito Loucos

Rating

4 out of 5
Duca

Total

4
4 out of 5

“Alô, como vai você, alô? Alô. Alô. Vou almoçar. Alô”. Estranho? Mas essa é a diversão de Crazy People – Muito Loucos. É um ótimo filme, diversão na certa, com personagens hilários e um tema muito bom.

O publicitário Emory Leeson (Dudley Moore) atravessa um momento delicado quando sua esposa o abandona. Ele repentinamente tem uma crise de honestidade e cria uma campanha publicitária calcada em dizer só a verdade sobre cada produto. Charles F. Drucker (J.T. Walsh), seu chefe, recusa a idéia, pois a considera absurda, e o obriga a se internar para tratamento psiquiátrico. Mas o material da campanha equivocadamente é impresso e se torna um enorme sucesso. Emory é chamado de volta, mas não quer deixar a instituição, pois se apaixonou por Kathy Burgess (Daryl Hannah), uma das pacientes. Ainda internado Emory elabora novas campanhas, sendo ajudado pelos outros internos.

O mais legal do filme, de 1990, é os malucos criando as campanhas publicitárias. E, claro, o personagem que só fala “alô”. Em qualquer frase o maluco coloca “alô”. Vai dormir: “alô, vou dormir, alô”. Na hora de escovar os dentes: “alô, escovar os dentes, alô”. E ele tem uma caixinha com “alôs” recortados (esta parte é até triste).

Quem gosta de publicidade precisa ver. É obrigatório. Quem não liga, e quer ver apenas um bom filme, também deve ir atrás. Alô, é uma ótima opção, alô.

Crazy People – Muito Loucos

CLASSIFICAÇÃO: DUCA

Ficha técnica:

Direção: Tony Bill
Elenco: Dudley Moore, Daryl Hannah, Paul Reiser, J.T. Walsh e Bill Smitrovich
Duração: 91 min
Gênero: Comédia
Roteiro: Mitch Markowitz
Produção: Thomas Barad e Robert K. Weiss

Categorias: Comédia

Sobre o Autor

Comentários

  1. Renata Rogatto
    Renata Rogatto 8 junho, 2010, 20:32

    Daryl Hannah me lembra Uma sereia em minha vida.

Escreva um Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Campos obrigatórios*