Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

Rating

2 out of 5
ESPERE A SESSÃO DA TARDE

Total

2
2 out of 5

Já escrevi aqui sobre o meu descontentamento com alguns novos filmes da Marvel. Doutor Estranho no Multiverso da Loucura é o símbolo disso. É dos piores. Tudo bem que já tenho um pé atrás com o personagem – não aprecio soluções fáceis num toque de mágica. Porém, essa característica se junta a uma obra sombria, que na maior parte do tempo lembra zumbis.

Pode tudo. Sam Raimi, dos três primeiros Homem-Aranha, traz à tela uma viagem visual em que o personagem principal passa por diversos universos paralelos. São “mundos” diferentes, com as mesmas pessoas, mas em realidades distintas. É a saída que a Marvel já havia adotado para um sem-fim de possibilidades.

Em poucos minutos, o espectador vê mortes, desmembramentos e traições. Tudo bem até aí, algo diferente do que tradicionalmente se assiste em um filme de heróis. O problema é que ao mesmo tempo vem a facilidade de mudar de universo. E não são poucos. O roteiro elenca cerca de 800 universos!

A personagem América (Xochitl Gomez) é introduzida. Seu poder é exatamente viajar entre todos os universos, o que Wanda – ou a Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) – quer para si. Eis que o protagonista herói (Benedict Cumberbatch) vai salvar a adolescente cruzadora de mundos – e, claro, todos os universos.

Ponto positivo são as referências de diversas fontes, como quando aparece Professor X, o chefe dos X-Men, em sua cadeira de rodas, com uniforme clássico das histórias em quadrinhos.

Senhor Fantástico, do Quarteto Fantástico, é outro que dá às caras, com interpretação de John Krasinski. O diretor e ator de Um Lugar Silencioso liderava disparadamente a lista de fancasts para o papel. Os fãs da Marvel queriam porque queriam Krasinski como o personagem. A Marvel foi lá e atendeu.

Se por um lado isso é uma atitude bacana inserir Professor X e Senhor Estranho, por outro mostra que não há uma linha a ser seguida. Na Marvel de hoje, com as principais histórias já levadas ao cinema, pode-se tudo e mais um pouco. Em meio a obras incríveis como o mais recente Homem-Aranha, surgem “sobras” como Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.

_____________________________________________________________________________

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura

CLASSIFICAÇÃO: ESPERE A SESSÃO DA TARDE

Ficha técnica:

Direção: Sam Raimi

Roteiro: Michael Waldron

Elenco: Benedict Cumberbatch, Rachel McAdams, Xochitl Gomez, Benedict Wong e Elizabeth Olsen

Duração: 126 min.

Gênero: Aventura

Ano: 2022

Categorias: Aventura

Sobre o Autor

Escreva um Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Campos obrigatórios*