Inspire, Expire

Inspire, Expire

Rating

4 out of 5
DUCA

Total

4
4 out of 5

Da Islândia, “Inspire, Expire” é daquelas produções originais da Netflix que fogem da comédia e do romance. Aliás, é dos melhores filmes que a Netflix já encampou.

A trama se debruça sobre duas mulheres que têm suas vidas conectadas de forma inesperada: uma mãe solteira na luta para sustentar seu filho e uma refugiada de Guiné-Bissau tentando a vida melhor de forma clandestina no país. O encontro acontece logo após Lara (Kristín Þóra Haraldsdóttir) começar a trabalhar no aeroporto para tentar criar seu filho Eldar (Patrik Nökkvi Pétursson): em seu primeiro dia de trabalho, ela avisa ao colega sobre o passaporte falso de Adja (Babetida Sadjo), o que impede a imigrante de seguir viagem para o Canadá e a leva para a prisão.

Inicialmente, uma mulher islandesa e outra da Guiné-Bissau teriam nada a ver. Mas o filme mostra como há similaridades ao redor do planeta. O sofrimento, a luta, a vontade de vencer são iguais entre elas. O desespero cerca tudo isso.

“Inspire, Expire” é, em resumo, um filme de pequenos avanços, pequenas atitudes, sem reviravoltas. Conquista aos poucos. Mas conquista.

________________________________________________________________________

Inspire, Expire / Andið Eðlilega
CLASSIFICAÇÃO: DUCA
Ficha técnica:
Duração
: 100 min.
Gênero: Drama
Direção: Ísold Uggadóttir
Elenco: Babetida Sadjo, Kristín Þóra Haraldsdótti, Gunnar Jónsson e Helga Vala Helgadóttir
Ano: 2018

Categorias: Drama

Sobre o Autor

Escreva um Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Campos obrigatórios*