Todo Dia

Todo Dia

Rating

3 out of 5
VALE O INGRESSO

Total

3
3 out of 5

A sinopse de Todo Dia é bastante original. Adolescente, “A” tem o poder de acordar a cada 24 horas em um corpo diferente. Sua rotina de constante adaptação, no entanto, ganha um ar de romance quando acorda no corpo de Justin e acaba se apaixonando pela namorada dele, Rhiannon. Apesar do tom água com açúcar, este é um bom filme adolescente exatamente por fugir do lugar-comum.

Primeiramente, não se sabe se “A” é feminino ou masculino. Ao acordar no corpo de alguém, vive como a pessoa, seja homem ou mulher, branco ou negro, gente boa ou não.

Curiosamente, “A” sempre vive numa família de classe média-alta, no meio-oeste americano. Ok, inverossímil, mas ok, não é um filme para raciocinar demais. O roteiro não demonstra interesse em desenvolver as causas ou consequências deste fenômeno sobrenatural: A é assim, e aparentemente o único no planeta.

Aliás, fica na dúvida a questão do pai de Rhiannon. Ele de repente abandonou a carreira tradicional e virou pintor. É sempre mostrado numa espécie de “transe”.

Ponto positivo para a história diferente. Consegue romper com o conservadorismo apontando para uma discreta ruptura com os códigos sexuais, de gênero e de identidade. “A” e Rhiannon se relacionam independentemente de quem “A” assume.

______________________________________________________________________________

Todo Dia / Every Day

CLASIFICAÇÃO: VALE O INGRESSO

Ficha técnica:

Ano: 2018
Duração: 98 min.
Direção: Michael Sucsy
Elenco: Angourie Rice, Justice Smith, Owen Teague e Maria Bello
Gênero: Romance

Categorias: Romance
Tags: Todo Dia

Sobre o Autor

Escreva um Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Campos obrigatórios*