Venon

Venon

Rating

2.5 out of 5
ATÉ VALE O INGRESSO

Total

2.5
2.5 out of 5

Fui assistir a Venon com o pé atrás. Afinal, praticamente todas as críticas eram negativas. Talvez por isso eu até gostei.

O filme nasce de uma necessidade econômica da Sony. Com os direitos do universo do Homem-Aranha em mãos, mas sem a necessária competência para transformá-los em rentáveis aventuras, a empresa fechou um acordo que pôs o icônico super-herói, agora interpretado por Tom Holland, no “Universo Cinematográfico Marvel”. Porém, todos os vilões e coadjuvantes continuam sob o guarda-chuva da Sony, que, de olho em lucros, decidiu estabelecer seu próprio universo em torno do Homem-Aranha. Um detalhe: não pode usar o Homem-Aranha, preso ao tal acordo de cinco filmes com a Marvel.

Dito isso, a Sony fez um produto comercial. E isso não necessariamente é ruim. Na tela o espectador vê uma apresentação do personagem. O problema é que falta ação. E o longa somente melhora quando o personagem começa uma briga de enormes proporções pelas ruas da cidade.

Tom Hardy e Michelle Williams fazem o par romântico – ele como Venon. Não são personagens que exigem muito.

Os clichês aparecem a torto e direito. Mas ok. Não dá para esperar algo que mudará a vida, mas, diante da expectativa, até vale o ingresso.

_____________________________________________________________________________

Venon

CLASSIFICAÇÃO: ATÉ VALE O INGRESSO

Ficha técnica:

Gênero: Aventura

Ano: 2018 

Duração: 112 min.

Direção: Ruben Fleischer

Elenco: Tom Hardy, Michelle Williams, Riz Ahmed e Reid Scott

Categorias: Aventura
Tags: Venon

Sobre o Autor

Escreva um Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Campos obrigatórios*