O Homem que Não Vendeu Sua Alma

O Homem que Não Vendeu Sua Alma

Rating

4 out of 5
Duca

Total

4
4 out of 5

Um homem que vai às últimas consequências para manter a consciência limpa. Uma pessoa que não abre mão de sua moral. Um ser inteligente que mostra a força necessária para se contrapor ao governante idolatrado. É a história da disputa entre Thomas More e o rei Henrique VIII, na Inglaterra do começo dos anos 1500, retratada em O Homem que Não Vendeu Sua Alma.

Baseado na vida de More, retratada em peça teatral de Robert Bolt, que também fez o roteiro, o filme mostra o futuro santo (ele foi canonizado séculos depois) resistindo a tudo para manter a recusa em bajular o rei e, por consequência, negar a igreja católica. Henrique VIII quebrou relações com a igreja católica, pois queria que seu casamento com Catarina de Aragão fosse anulado, para em seguida poder se casar com a amante Ana Bolena. O episódio resultaria no surgimento da Igreja Anglicana.

Para convencer a Europa e aplacar seu ego, o monarca determinou que todo o reino jurasse que sua vontade era correta. More foi o único a resistir, preferindo não jurar, despertando a ira do então amigo rei.

O bacana no filme é a apresentação da inteligência de More. Advogado que lia de maneira incomum à época, ele põe a todos do reino no bolso com sua perspicácia. Mostra que não jurar não significa que é contra a vontade do rei: ele simplesmente não omite sua opinião. A força covarde do rei não destrói sua correção, mantida até o fim.

Com ótimas interpretações, especialmente de Paul Scofield como More e Robert Shaw como o rei, a obra abocanhou seis Orcar em 1966 (filme, diretor, ator, roteiro adaptado, fotografia colorida e figurino colorido), além de quatro Globo de Ouro (filme – drama, diretor, ator – drama e roteiro). A direção é de Fred Zinnemann, um dos mais indicados ao Oscar na história (por filme, direção e até curta-metragem). Tem participação especial de Orson Welles, que aparece no começo como o cardeal Wolsey, e Vanessa Redgrave, que preferiu não ganhar o cachê por fazer Ana Bolena, pois a aparição é relâmpago.

É mais um filme obrigatório para quem gosta de cinema… cinema dos bons.

O Homem que Não Vendeu Sua Alma / A Man for All Seasons

CLASSIFICAÇÃO: DUCA

Ficha técnica:

Direção: Fred Zinnemann
Roteiro: Robert Bolt
Elenco: Paul Scofield, Wendy Hiller, Leo McKern, Robert Shaw, Orson Welles, Susannah York e John Hurt
Gênero: Drama
Ano: 1966
Duração: 120 min.

Categorias: Drama

Sobre o Autor

Comentários

  1. Marcelo
    Marcelo 9 maio, 2011, 20:18

    Bom filme, mas um pouco frio e distante pro meu gosto. E não envelheceu tão bem quanto outros da mesma época.

    Mas ainda assim um bom programa. Robert Shaw seeemmmmpre rouba a cena. Nesse tb.

Escreva um Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Campos obrigatórios*