A Cozinha Incrível de Anesu

A Cozinha Incrível de Anesu

Rating

1 out of 5
NEM A PAU, JUVENAL!

Total

1
1 out of 5

DISPONÍVEL NA NETFLIX

Zimbábue. Eu nunca havia assistido a um filme do Zimbábue. A Netflix me proporcionou a oportunidade com A Cozinha Incrível de Anesu. Assisti até o fim… porque não desisto de filmes. Mas é, sem meias palavras, péssimo.

Anesu é a jovem cozinheira de um pequeno restaurante na cidade de Budiriro. Sua comida é elogiada pelos frequentadores, o que leva seu filho a inscrevê-la na “Batalha dos Chefs”, um reality show no estilo Master Chef.

“Estilo Master Chef” é modo de escrever, pois o programa de TV é tacanho. Assim como o filme todo. Sabe aquele filme de faculdade? É por aí.

Talvez exista uma busca pelo discurso emancipatório: a personagem principal não é aceita pela mãe por ter engravidado na faculdade e não contar quem é o pai. Mas parece que o problema é por Anesu não ter contado o nome do pai, o que levaria a um homem que não é de uma classe “melhor”, não por ter engravidado cedo. E surgem críticas de outros aqui e ali. Porém, para o espectador brasileiro fica difícil, pois a realidade de lá é diferente da de cá.

Vale assistir somente pela curiosidade de entender o cinema ao redor do mundo, especificamente na África, em um país que não seja a Nigéria, já mais conhecida por sua indústria cinematográfica. E não adianta discurso de diversidade. O filme é fraco, com falhas atrás de falhas.

Ao menos, resta a constatação de encontrarmos um raríssimo conteúdo do Zimbábue disponível ao público brasileiro.

__________________________________________________________________________

A Cozinha Incrível de Anesu / Cook Off

CLASSIFICAÇÃO: NEM A PAU, JUVENAL!

Ficha técnica:

Ano: 2017
Direção: Tomas Brickhill
Gênero: Drama
Ano: 2017
Elenco: Tendaiishe Chitima, Charmaine Mujeri, Tendai Nguni e Jesese Mungoshi

Sobre o Autor

Escreva um Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Campos obrigatórios*