Democracia em Vertigem

Democracia em Vertigem

Rating

0.5 out of 5
NEM A PAU, JUVENAL!

Total

0.5
0.5 out of 5

Nem com boa vontade é possível gostar de Democracia em Vertigem. Não votei em Jair Bolsonaro para presidente. E estou longe de ser petista. Por isso mesmo me dispus a assistir ao documentário de Petra Rosa. Mas o filme, disponível na Netflix, é tão ruim que dá raiva!

Amigos recomendaram e acreditei que fosse encontrar cenas inéditas e alguma razão no discurso de quem perdeu o poder do governo federal. Mas o que a diretora traz é um dramalhão cheio de clichês – que até imputa a Dilma um estilo conciliador de governar, ao estilo de Nelson Mandela! Aí não tem jeito de ficar bom.

Em um filme que pobres aparecem sempre chorando e ricos surgem toda vez como preconceituosos, é evidente que o discurso está para lá de errado. Mais do que petista, Petra é Dilmista. A ex-presidente (ou presidenta, tanto faz!) aparece sempre de cabeça erguida, seja nos flash-backs de quando foi torturada durante a ditadura militar ou seja quando sofreu impeachment.

Num ritmo que só piora, o filme “esquece” de dizer que os protestos de 2013, quando milhares de pessoas lançaram-se às ruas, foram essencialmente contra o que Dilma estabeleceu, foi conivente ou não soube fiscalizar. Em vez disso, trata as reclamações contra “a roubalheira”, sem identificar quem estava na Presidência.

O ápice é a teoria de que os Estados Unidos estão por trás da queda de Dilma. De novo? Está na hora de parar com essa lenga-lenga antiamericana!

Chega-se até a mostrar Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central no governo Lula, como do time do mal, quando estava como ministro de Michel Temer. Mais um sinal de que Petra é assume uma posição mais dilmista do que petista.

Por fim, o documentário tem o mérito de ser bem filmado, porém poucas cenas revelam algo inédito. Algumas de bastidores no dia da votação final no Congresso Nacional contra Dilma até que são boas. Mas é tão chato que a voz de Petra, que narra o longa, fica pesada e só faz o espectador querer que acabe logo.

Destaque para a ação democrática da Netflix, que tem razão em exibi-lo. Ninguém é obrigado a assistir ao documentário. Eu não indico.

___________________________________________________________________________

Democracia em Vertigem

CLASSIFICAÇÃO: NEM A PAU, JUVENAL!

Ficha técnica

Direção: Petra Costa

Duração: 113 min.

País: Brasil

Ano: 2019

Gênero: Documentário

Sobre o Autor

Escreva um Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Campos obrigatórios*