O Golpista do Ano

O Golpista do Ano

Rating

1 out of 5
Nem a pau, Juvenal!

Total

1
1 out of 5

Enfim um filme com título correto em português. Este tem tudo a ver. O Golpista do Ano é realmente um golpe. Tenho certeza: é uma das piores comédias já feitas, uma manobra traiçoeira contra quem gastou para vê-lo.

Baseado em uma história real, o filme é a biografia de Steven Russell (vivido por Jim Carrey), garoto adotado que se torna homem religioso, marido e pai dedicado, um policial de respeito. Até que um dia ele quase morre em um acidente de carro. Aí decide sair do armário e mudar de vida.

Logo ele descobre que ser gay pode custar caro – literalmente. Torra todo seu dinheiro para bancar uma vida glamorosa com seu namorado (Rodrigo Santoro). Para manter o luxo, Russell vira um golpista. Mas ele é descoberto e preso. Na cadeia, se apaixona por Phillip Morris (Ewan McGregor), o que dá o nome em inglês à obra (I Love You, Phillip Morris). Com mais golpes, consegue sair da prisão e, algum tempo depois, tirar também o namorado. Mas sua ganância não para e os golpes continuam a todo vapor.

É incrível que tenha realmente havido uma história como essa. Garante o filme, é tudo verdade. O enredo poderia ter sido um milhão de vezes melhor explorado. Mas não: o filme não se decide, não sabe se é comédia, se é drama, se é ação.

Li por aí críticas elogiando a “coragem” do filme em mostrar cenas de sexo homossexual (a todo minuto, por sinal). Até aí tudo bem, pois realmente tem esta qualidade, apesar de haver um milhão de melhores formas para isso. Mas piores são os textos taxando de homofóbico quem se ofender com o filme, como no IG. Não me ofendi com as cenas. O que me ofendeu foi o tratamento de temas tão sérios – homossexualismo, preconceito, Aids etc – de maneira tão ruim.

O Golpista do Ano / I Love You, Phillip Morris

CLASSIFICAÇÃO: NEM A PAU, JUVENAL!

Ficha técnica:
Elenco: Jim Carrey, Ewan McGregor, Rodrigo Santoro, Leslie Mann, Jessica Heap e Michael Wozniak
Direção: Glenn Ficarra e John Requa
Gênero: Comédia
Duração: 100 min.
Roteiro: John Requa e Glenn Ficarra

Categorias: Comédia

Sobre o Autor

Comentários

  1. Anônimo
    Anônimo 27 junho, 2011, 23:56

    Entrou para meu ranking de três piores filmes de todos os tempos… além dos outros esse também só consegui ver algumas partes de tão ruim que achei… ruim de com força… era uma comédia romântica? nem um nem outro, nem comédia, nem romance romântico!!! Jim Carrey me pareceu topar um filme desse só como desculpa pra dar beijo na boca de homem!! ECA!

  2. Danilo Vicente
    Danilo Vicente Author 23 janeiro, 2011, 14:15

    Veja mesmo, Dani. Mas com esse filme fica a certeza de que "ousado" não é sinônimo de "bom".

  3. Dani Sampaio
    Dani Sampaio 23 janeiro, 2011, 12:49

    Puxa… estava esperando para saber sobre este filme, que ainda não vi. E pelo o que li a respeito, não só aqui, chego à conclusão de que os 3 astros do filme só toparam fazer pelo roteiro "ousado". Bom, e o Santoro não ia perder a oportunidade de trabalhar ao lado do Jim Carrey.
    Mesmo assim vou tentar assistí-lo (um dia, sem pressa nenhuma) pra ver as atuações.

Escreva um Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Campos obrigatórios*